.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Castilho

Na tarde da última segunda-feira a prefeita Fátima Nascimento recebeu em seu gabinete 9 dos 11 vereadores castilhenses.

Prefeita Fátima desmente boatos do hospital castilhense




CASTILHO –  Na ocasião, ela apresentou um balanço dos investimentos feitos na área da Saúde. A audiência com a prefeita foi para esclarecer questionamentos da Câmara e desmentir possíveis boatos de que a prefeitura teria reduzido o valor da verba para o hospital José Fortuna de Castilho. Vereadores não souberam dizem de quem está partindo os boatos, mas queriam saber da própria prefeita a real situação.
Em menos de três meses de governo, Fátima mostrou por meio de documentos que já repassou a entidade a quantia de R$781.556,46, dos quais R$ 234 mil são do governo Federal. Até o final deste ano será um total de R$ 3 milhões, conforme Lei Orçamentária aprovada em 2016. Além de R$ 936 mil do repasse Federal.
O que chamou a atenção da prefeita foi a quantia irrisória no valor de R$ 700 mil  destinada ao CIS – Centro Integrado de Saúde, em comparação ao que foi aprovado para a entidade castilhense. “O que passamos para o hospital em três meses é praticamente o orçamento que o CIS terá para trabalhar o ano todo”, ponderou Fátima.
Presente também na reunião, a secretária municipal de Saúde, Janini Nascimento, explicou que em virtude dos poucos recursos aprovados para seu setor, ela tem corrido atrás de vários projetos para recuperar verbas de programas não aderidos pela administração passada. “O Agita Castilho, a Saúde Bucal e repasses da Vigilância Sanitária são alguns desses programas. Sem contar a verba do programa Saúde da Família que foi devolvido o dinheiro. Se a gente somar tudo dá uma perda estimável de uns 800 mil só no ano passado”, detalhou a secretária.
SUGESTÕES – Alguns vereadores questionaram a prefeita se o município não teria condições de montar uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). A proposta seria reduzir o número de pacientes atendidos pelo hospital e ao mesmo tempo evitar as constantes queixas da população que tem reclamado da demora no atendimento hospitalar. Para este ano, a prefeita falou que é inviável, devido estar trabalhando com recursos aprovados pela gestão anterior. Porém, nada impede do assunto ser amplamente discutido em outra oportunidade. 
“O que a gente precisa divulgar e esclarecer para a população é a diferença entre o CIS e o Hospital. Temos vários médicos atendendo no CIS e que na parte da tarde quase ninguém procura. Com isso, as pessoas acabam indo ao hospital em busca de atendimentos que nós oferecemos no CIS”, esclareceu Janini.




About Notícia Castilho

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Tecnologia do Blogger.