.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Castilho

Um grupo de sem tetos está acampado em área urbana verde de Castilho e inclusive ocupa alguns lotes remanescentes do loteamento Olga Benário.

Grupo de sem teto quer terrenos e ocupa área verde urbana

CASTILHO-  As famílias querem terrenos para construir suas casas, a exemplo do que já ocorreu nas proximidades.
Um dos líderes do movimento é Valdomiro Santos Neri, que já conquistou seu lote e construiu uma casa no loteamento Olga Benário. "Estou apenas ajudando, não quero terreno", afirmou.
O conjunto residencial de Neri surgiu também pela insistência das famílias que se abrigaram num acampamento. Segundo ele são 600 famílias, muitas delas que não residem em Castilho, mas querem se mudar para a cidade. O líder relatou que para pagamento de despesas com advogado e viagens, a coordenação pede colaboração financeira mensal dos acampados. Segundo ele, tem gente colaborando com R$ 5,00 , R$ 10,00 ou até R$ 0,50.
Neri também confirmou informações de que muitos dos inscritos naquele grupo, já receberam lote em sorteio e acabaram vendendo a posse para outras pessoas. A venda imobiliária oficial não se concretiza porque ninguém ainda recebeu escritura.
Ele acha inclusive que existem especuladores nesses movimentos, interessados e comprar terrenos e casas para alugarem. Valdomiro Neri diz que há informações de que uma só pessoa conseguiu comprar e alugar 7 casas no conjunto Olga Benário. Mas ele defende uma fiscalização maior porque “segundo o contrato, quem não construiu alicerce em um ano de posse, já perdeu o direito sobre o terreno”.


PREFEITURA QUER ORGANIZAR

O vice-prefeito Espedito Leite disse que a Prefeitura de Castilho já determinou que o Departamento Social faça um cadastramento das famílias. Ele diz que 220 casas já foram conquistadas pela prefeita Fátima Nascimento e que devem ser as primeiras unidades a serem construídas na sua gestão. Leite disse também que a Prefeitura não poderá permitir a ocupação de áreas verdes, ou seja, destinadas a praças e construção de unidades de atendimento público. Para Espedito é preciso verificar caso a caso, pois existem algumas regras legais, como a de provar a residência em Castilho por mais de 2 anos para se beneficiar de programas habitacionais. Além disso, quem já recebeu terreno e vendeu está automaticamente excluído, segundo as regras do contrato firmado com os beneficiários do Conjunto Olga Benário.

About Notícia Castilho

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Tecnologia do Blogger.